fbpx

Jeff Bezos e a criação de valor

Se você odeia Jeff Bezos por ele ser muito rico, saiba que você está odiando a pessoa errada. Jeff não ficou rico sozinho. Ele enriqueceu com seus mais de um milhão de funcionários, seus mais de 65 milhões de clientes e outros milhares de acionistas que dividem com ele a propriedade da Amazon.

Onde há livre mercado, as pessoas só acumulam uma riqueza do tamanho da do Jeff Bezos com a colaboração e a cumplicidade dos que com ele criaram valor. Sim, Jeff criou valor ao oferecer a sua genialidade para colocar no lugar certo, na hora certa, ao preço certo, para as pessoas certas, o produto certo que elas desejavam. As pessoas, das mais simples, às mais sofisticadas, têm desejos, têm demandas, têm necessidades e precisam de alguém para atendê-las.

Jeff Bezos era e é o homem certo, no lugar certo para satisfazê-las. Um homem com uma ideia, com um propósito do qual não desiste, com uma capacidade muito acima da média, com um senso para abraçar inovações e desafios jamais vistos. Um homem heroico, ideal para atender e satisfazer a um número de clientes do tamanho de países inteiros.

Jeff Bezos vale cada centavo que amealhou ao longo da sua vida de empresário. Cada dólar que recebeu dos seus clientes é merecido. Cada dólar depositado na caixa registradora do Jeff Bezos é um voto de confiança que cada cliente lhe oferece em troca de uma vida melhor.

Não odeiem Jeff Bezos, pois não é fácil criar valor para si e para milhões de outros que, por sua vez, também criaram valor para si e para outros, infinitamente, formando um círculo virtuoso de criação de valor – algo que as pessoas que odeiam Jeff Bezos não conseguem compreender.

Roberto Rachewsky

Roberto Rachewsky

Empresário e articulista.