fbpx

Nossa História

Donald Stewart Jr.

O Instituto Liberal foi criado por Donald Stewart Jr. no Rio de Janeiro em 1983. Sua missão é difundir e defender o liberalismo, em suas diversas vertentes teóricas, e as vantagens de seus princípios e agendas para a sociedade. Sua expansão se deu através da criação de institutos análogos em diversas capitais brasileiras, sucedida pela constituição de núcleos municipais no interior dos diferentes estados, filiados aos respectivos Institutos das capitais estaduais e de acordo com o princípio federativo.

O trabalho inicial do Instituto se concentrou por algum tempo na tradução, edição e publicação de livros e panfletos, já que eram muito poucos os textos sobre liberalismo existentes no Brasil. O Instituto publicou pela primeira vez no Brasil obras de diversos autores internacionais, como os ícones da Escola Austríaca de Economia Ludwig von Mises e Friedrich Hayek, o francês Frédéric Bastiat e a russo-americana Ayn Rand, entre muitos outros. Também publicou pensadores nacionais, como Alberto Oliva e Ricardo Vélez-Rodríguez.

Simultaneamente, o IL passou a promover palestras, colóquios e seminários. Professores, especialistas e intelectuais de diversas áreas do pensamento tomaram parte nas fileiras que vêm contribuindo para a realização desse trabalho. Dessa equipe, um dos mais dedicados e valorosos colaboradores foi o professor Og Leme, que integrou os quadros do Instituto Liberal até setembro de 2003. Personalidades clássicas da história do liberalismo nacional, como Meira Penna, José Guilherme Merquior e Roberto Campos, participaram diretamente das atividades e reflexões do instituto, marcando sua trajetória pioneira.

Os Institutos Liberais se regiam por estatutos idênticos, mas desenvolviam ações autônomas, cada um buscando sua vocação e a melhor forma de divulgar as vantagens do liberalismo. Suas atividades eram coordenadas por um Conselho Nacional e mantinham fidelidade a uma declaração de princípios, subscrita por cada IL quando se constituía e se filiava ao Conselho.

Posteriormente, os ILs foram sendo reincorporados ao IL do Rio de Janeiro, embora o IL do Rio Grande do Sul tenha sido transformado em Instituto Liberdade, sendo até hoje um grande parceiro do Instituto Liberal. Além do Instituto Liberdade, vale citar um parceiro de longa data do IL no mesmo Estado, o Instituto de Estudos Empresariais.

A partir de 2007, a semente plantada pelo trabalho de décadas do IL gerou formidáveis frutos, com a criação de diversos outros institutos autônomos em defesa da liberdade, como o Instituto Mises Brasil, os Institutos de Formação de Líderes, o Instituto Millenium, o Instituto Liberal do Nordeste, o Instituto Ordem Livre e o Estudantes pela Liberdade, todos parceiros institucionais do IL.

A partir de 2013, uma nova gestão, sob a liderança do economista Rodrigo Constantino, presidente do Conselho do instituto na época, e do advogado e professor universitário Bernardo Santoro, primeiro presidente da diretoria executiva nessa nova fase, renovou os quadros do IL com o propósito de adaptar a instituição aos desafios impostos por uma nova geração de tecnologia audiovisual, adaptando o histórico material produzido às novas mídias digitais.

O instituto passou a desenvolver, com um grande time de colunistas e publicações constantes, representando diferentes escolas dentro do espectro do liberalismo, uma avaliação quase diária dos acontecimentos que chamam a atenção do noticiário e da sociedade. Esse trabalho foi seguido sob a presidência da diretoria executiva conduzida por Roberto Gomides, sucedido para a gestão 2018-2020 pelo jornalista e escritor Lucas Berlanza, colunista da instituição desde 2014.

Princípios

O Instituto Liberal preserva como nortes os mesmos posicionamentos nucleares que o acompanham desde a fundação e a Declaração de Princípios dos Institutos Liberais de 1988. Abrindo espaço às diversas correntes do liberalismo, com suas diferentes visões, ele estabelece, no entanto, como valores comuns e centrais:

Ausência de coerção de indivíduos sobre indivíduos, isto é, que a ninguém seja permitido recorrer à força ou à fraude para obrigar ou induzir alguém a fazer o que não deseja. Um sistema baseado na liberdade propicia um maior desenvolvimento das potencialidades individuais e uma maior produtividade do trabalho humano.

O direito de o indivíduo dispor livremente de seus bens materiais, de sua capacidade de trabalho, de seu corpo e de sua mente.

O respeito a um conjunto de normas gerais de conduta, legitimamente geradas pelos cidadãos, às quais todos, inclusive o governo, têm que se submeter.

A aplicação eficaz das normas gerais de conduta a casos concretos, particulares. A aplicação da justiça implica que haja a igualdade de todos perante a lei, que não sejam concedidos privilégios a pessoas ou grupos e que sejam respeitadas as minorias, sendo a essencial delas o próprio indivíduo.

Liberdade de iniciativa, responsabilidade individual, o direito de entrada no mercado para produzir os bens e serviços que os consumidores desejam.

A liberdade para escolher as pessoas que irão exercer as funções de governo e que, portanto, irão deter o comando do aparato de coerção e compulsão, apesar de o instituto abrir espaço para a divulgação e discussão de autores críticos ao sistema democrático convencional, como Hayek e Ayn Rand.

É condição essencial para quem quer viver com liberdade. Assim como você não deseja que os outros lhe digam como deve ser seu modo de vida, ninguém deve estar sujeito também ao que você acha melhor para os outros.

Arranjo institucional em que a autoridade das regras substitui a regra das autoridades: império da lei, constitucionalismo, isonomia. É a mais importante das instituições em uma ordem liberal.

A regra da subsidiariedade prega que as questões locais podem ser melhor atendidas e enfrentadas no próprio âmbito local.

Quem Somos

                                    

Diretor-Presidente
Jornalista formado pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), Lucas Berlanza é carioca, editor dos sites “Sentinela Lacerdista” e “Boletim da Liberdade” e autor dos livros “Lacerda: A Virtude da Polêmica” e “Guia Bibliográfico da Nova Direita – 39 livros para compreender o fenômeno brasileiro”.

Conselho Superior

Coordenador e professor do Curso de Relações Internacionais o IBMEC-MG. PhD pela Universidade de Gênova, autor do Manual “A Ciência da Política” e do livro “O empreendedorismo de Israel Kirzner”. Autor de publicações de História do Pensamento sobre Bruno Leoni e Israel Kirzner e de Ciência Política sobre Abstencionismo, votos brancos e Democracia e desenvolvimento. Membro do Laboratório de Análise Política (LAP) da Universidade LUISS de Roma; Fellow do Competere Institute; Fellow do Centro Tocqueville-Acton; membro do Comitê Científico da Revista Acadêmica Mises e do Conselho do Ranking dos Políticos. Seus artigos saíram em publicações como Folha de S. Paulo, O Globo, Estado de São Paulo, Estado de Minas, Gazeta do Povo, Correio Braziliense, Gazeta, Jornal do Comércio,
Hoje em Dia, O Povo, Huffington Post, Spotniks, Mises Brasil, La Stampa, Il Foglio, Il Tempo, The Freeman, etc.

Visiting professor na Universidade de Turim, pós-doutor na Universidade de Siena (Itália, 2012), Doutor em Filosofia pela UFRJ, Professor Titular do Departamento de Filosofia da UFRJ, pesquisador do CNPq desde 1982, coordenador do Centro de Epistemologia e História da Ciência do PPGLM (Pós-graduação do Departamento de Filosofia da UFRJ), líder do Grupo de Pesquisa “Epistemologia e História da Ciência” no CNPq, membro pleno do GT de Filosofia da Ciência da ANPOF, Professor Emérito da Escola de Comando e Estado-Maior do Exército (ECEME), articulista e membro do Comitê de Redação da revista italiana Liber@amente, articulista do Jornal da Tarde de São Paulo de 1993 a 2005. Foi agraciado pela Marinha do Brasil com a Medalha Mérito Tamandaré em 2001. É autor de diversos livros e artigos em
revistas especializadas, além de tradutor de várias obras de Filosofia, especialmente livros de Bertrand Russell.

É historiador, professor de Filosofia Política, editor de livros e consultor empresarial. Cursou a graduação em História na Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e realizou em diferentes instituições no Brasil e no exterior estudos diversos, particularmente nas áreas distintas de História e Filosofia, principalmente com foco nas relações entre política e cultura. Além de conselheiro do Instituto Liberal (IL), atualmente é membro da diretoria do Instituto Brasileiro de Direito e Religião (IBDR), especialista da Fundação da Liberdade Econômica (FLE), e pesquisador do Russell Kirk Center for Cultural Renewal, bem como associado da Edmund Burke Society, da T. S. Eliot Society e da Philadelphia Society, dentre outras renomadas instituições de pesquisa. Desde o ano de 1992, esteve envolvido no trabalho de diferentes instituições liberais ou conservadoras no Brasil e no exterior. É autor de inúmeros artigos publicados em diferentes periódicos acadêmicos, de capítulos de livros e de verbetes de obras de referência, bem como do livro “Russell Kirk: O Peregrino na Terra Desolada”. No momento está concluindo um livro sobre o conservadorismo brasileiro.

Graduado em Engenharia Industrial e Metalúrgica pelo Instituto Militar de Engenharia. É Mestre e Doutor em Economia pela University of Chicago. Cursou o Programa de Desenvolvimento de Executivos de Alto Nível – University of Western Ontario, School of Business Administration (1978). Foi Professor Titular de Economia da Fundação Getúlio Vargas e da Universidade Federal Fluminense. Foi economista da Brascan Investimentos de 1974 a 1978 e também atuou no mercado financeiro de 1986 a 1993, como Diretor da Pinto de Almeida DTVM. SA. Ingressou na Fundação Getulio Vargas como professor em 1978 e deu aulas em várias de suas Escolas: na Escola de Pós-Graduação em Economia (EPGE), no Mestrado e Doutorado, quando orientou inúmeras teses e dissertações; na Escola Direito-Rio (da qual recebeu o título de Professor-Fundador) e na Escola Brasileira de Administração Pública e de Empresas. Escreveu 4 livros, inclusive O Capital Estrangeiro no Brasil, editado pelo Instituto Liberal em 1994, além de muitos artigos e palestras. Ingressou no Instituto Liberal em 1990. Para os Cursos de Educação Continuada da FGV (os MBA’s), escreveu o livro Economia Empresarial, cujas vendas totais beiram 100 mil exemplares. Ainda na Fundação Getúlio Vargas, foi Diretor de Ensino da EPGE, Diretor Geral do Instituto Brasileiro de Economia e Diretor de Cursos Corporativos. Atualmente ocupa o cargo de Diretor de Estudos de Novos Negócios da FGV.

Advogado no Rio de Janeiro, graduado, Mestre e doutorando em Direito, sempre pela UERJ, com extensão em Escola Austríaca de Economia (UERJ/IMB). É graduando no bacharelado em Ciência Política pela Uninter (PR). É membro do Conselho Curador da Fundação da Liberdade Econômica. É também especialista do Instituto Millenium, membro do Conselho Acadêmico da Revista Acadêmica Mises e do Conselho Superior do Instituto Liberal do Rio de Janeiro. Sócio do escritório Barreto & Santoro Advogados Associados, em Petrópolis/RJ. Foi Presidente do Instituto Liberal de 2013 a 2016 e Diretor-Executivo do Centro Mackenzie de Liberdade Econômica de 2016 a 2017. Foi professor de Direito e Economia na UERJ, UFRJ e Mackenzie/SP. Como atual Presidente do Instituto Rio Metrópole, autarquia com status de Secretaria de Estado no Rio de Janeiro, liderou e ajudou a estruturar o projeto de concessão do serviço de Saneamento Básico na Região Metropolitana e cidades aderentes do RJ, que gerou a maior privatização da história do Brasil, com investimentos na ordem de quase 60 bilhões de reais.

Economista formado pela Universidade Mackenzie, com especialização em Desenvolvimento Latino-Americano pela Boston University. Mestre em Criatividade e Inovação pela Universidade Fernando Pessoa (Portugal). É sócio-diretor da empresa SAM – Souza Aranha Machado Consultoria e Produções Artísticas e assessor econômico da Fundação Espaço Democrático. Conselheiro da Fundação Educacional Inaciana (FEI), do Instituto Liberal e do Instituto Fernand Braudel de Economia Mundial. Foi professor e diretor da Faculdade de Economia da FAAP e presidente do Conselho Regional de Economia de São Paulo e do Conselho Federal de Economia. Autor do capítulo sobre o Brasil do livro Latin American Business Cultures (Chicago, IL: Prentice Hall, 2005), e dos livros Como enfrentar os desafios da carreira profissional (Trevisan Editora, 2012), Das quadras para a vida: lições do esporte nas relações pessoais e profissionais (Trevisan Editora, 2018), Viagem pela Economia (Scriptum, 2019) e Economia + Criatividade = Economia Criativa (Scriptum, 2021).

Graduado pela Fundação Getúlio Vargas (SP) e pós-graduado pela Wharton School (Philadelphia). Trabalhou como executivo e consultor por 20 anos no mercado financeiro, no Rio, São Paulo, Porto Alegre e New York (Comind e Citibank). Co-fundador de empresas de consultoria, construção civil, de alimentação fora de casa e de informática, foi vice-presidente e presidente do IL- Rio de 1986-1997. Co-fundador e membro do Conselho Gestor do IMIL, foi membro do LA Executive Board da Wharton School (1993-2014). Foi professor no IBMEC e na PUC-Rio entre 1975 e 1986. Foi presidente da Associação de Pais e Alunos do Colégio Santo Agostinho NL-Rio. (1992-1998). Co-fundou e foi o primeiro presidente (2003-2007) da Associação Nacional de Restaurantes, com sede em SP.

Possui graduação e Mestrado em Direito pela Universidade Federal de Santa Catarina, Doutorado em Direito pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro, com estágio doutoral na Academia de Direito Internacional de Haia, e Pós-doutorado no Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro – IHGB. Já foi coordenador do curso de Graduação em Relações Internacionais da Universidade do Vale do Itajaí, coordenador do Programa de Mestrado e Doutorado em Direito da Universidade Gama Filho, Presidente do Conselho Editorial da Revista Communio/Brasil, bolsista do CNPq PQ2-F, avaliador ad hoc do Ministério da Educação para cursos de Graduação e Pós-Graduação em Direito e avaliador do Qualis/CAPES. Foi professor visitante na Andrzej Frycz Modrzewski Krakow University (Polônia) e na Murdoch University (Austrália). Foi condecorado com a medalha “Amigo da Marinha” da Marinha de Guerra do Brasil. Publicou diversas obras, entre as quais os livros Catholic and Reformed Traditions in International Law (Springer, 2017), O nascimento do direito internacional (Ed. Unisinos, 2009), Guerra e Cooperação Internacional (Juruá, 2002) e Hugo Grócio e o Direito: o jurista da guerra e da paz (Lúmen Iuris, 2021). É professor titular do IBMEC, professor associado da Universidade Federal do Rio de Janeiro e da Universidade do Estado do Rio de Janeiro e o Vice-Coordenador do Programa de Mestrado e Doutorado em Direito desta última universidade.

Nascido em Bogotá, Colômbia. Licenciado em Filosofia pela Universidad Javeriana. Cursou Estudos de Teologia no Seminário Conciliar de Bogotá. Tem Mestrado em Filosofia pela PUC do Rio de Janeiro, Doutorado em Filosofia pela Universidade Gama Filho e Pós-Doutorado pelo Centro de Pesquisas Políticas Raymond Aron, de Paris, com tese sobre o pensamento político de Alexis de Tocqueville. É Professor Aposentado pela Universidade Federal de Juiz de Fora. Lecionou na Universidade Estadual de Londrina, na Universidade Gama Filho, na UERJ, na UNI-RIO, na USP e na FAAP (São Paulo). É Professor Emérito da ECEME (Escola de Comando e Estado Maior do Exército, Rio de Janeiro) e do Curso de especialização em Pensamento Brasileiro do Clube da Aeronáutica (Rio de Janeiro). É Membro Fundador da Academia Brasileira de Filosofia, Membro do Conselho Técnico da Confederação Nacional do Comércio (Rio de Janeiro), Membro do Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro, Membro do PEN Clube (Rio de Janeiro) e Membro do Instituto de Filosofia Luso-Brasileira (Lisboa). Ex-Ministro da Educação do Governo Bolsonaro. Autor de mais de 40 livros nas áreas de: Filosofia, Ciência Política e Pensamento Luso-brasileiro, detém as seguintes Honrarias: “Colaborador Emérito do Exército” e “Medalha do Pacificador”.

Empresário, apoiador da causa liberal no Brasil, participa do Instituto Liberal desde 1986 e atualmente ocupa a presidência do Conselho. Fundou o Instituto Liberal de Belo Horizonte e o Instituto de Formação de Líderes presente em 15 cidades e que se dedica a formar jovens em liderança, empreendedorismo, política e liberalismo. Também é um dos fundadores do Instituto Livre Mercado que apoia a Frente Parlamentar do Livre Mercado no Congresso Nacional com o objetivo de tornar melhores os projetos de lei. Como empresário, foi um dos fundadores da Localiza Rent a Car S/A e possui investimentos nos ramos de seguros, helicópteros de transporte para plataformas de petróleo e agronegócio.

É doutor em Economia pela EPGE/Fundação Getúlio Vargas e economista formado pela UFRJ.  Foi Presidente do Conselho Acadêmico e Diretor Acadêmico e é Membro Honorário do Instituto Mises Brasil (IMB). É Presidente-Executivo do Centro Interdisciplinar de Ética e Economia Personalista (CIEEP). Foi laureado com o Premio Intenazionale Liber@mente 2013, em Catanzaro, na região da Calábria (Itália). É Professor Visitante da Scuola di Liberalismo e Membro do Corpo Editorial da Rivista Liber@mente, da Fondazione Vincenzo Scoppa, de Catanzaro, Itália. É Membro do Scientific Board da book chain “Il Liberalismo delle Regole”, com Dario Antisseri, Flavio Felice e Francesco Forte, Roma, Itália; Sócio Honorário da Associazione Culturale Ludwig von Mises Italia; Sócio Honorário da Associazione Onda d”Urto, de San Lucido (Cz, Itália); Membro del Comitato Scientifico e Senior Fellow del Centro Tocqueville-Acton (Italia). É Presidente da Communio: Revista Internacional de Teologia e Cultura. Foi Diretor da Faculdade de Ciências Econômicas da UERJ, Vice-Diretor da FCE/UERJ, Professor Associado do Departamento de Análise Econômica da FCE/UERJ (aposentado desde 2018), Professor dos Cursos Especiais (MBA) da Fundação Getúlio Vargas, coordenador da Faculdade de Economia e Finanças do IBMEC, Pesquisador do IBMEC, Economista do IBRE/FGV e funcionário do Banco Central do Brasil.

Economista pela FEA-USP, Mestre em economia de empresas e Doutor em administração pública e governo pela EAESP-FGV, com partial doctoral fellowship no Department of Urban Studies and Planning do MIT. Ocupou cargos na administração pública estadual e municipal. Tem mais de 15 anos de experiência profissional na Urbana Consultoria em estudos setoriais; elaboração e coordenação de projetos de desenvolvimento regional e urbano; diagnóstico, monitoramento e avaliação de impactos socioeconômicos locais e regionais; concepção e cálculo de indicadores socioeconômicos; projeções e construção de cenários; formulação e avaliação de política públicas urbanas e regionais. Foi consultor avulso de instituições multilaterais como Banco Mundial e Banco Interamericano de Desenvolvimento. É professor do Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Economia e Mercados da Universidade Presbiteriana Mackenzie. Atualmente é coordenador do Centro Mackenzie de Liberdade Econômica e responsável por diversas iniciativas, como o Índice Mackenzie de Liberdade Econômica Estadual e o Fórum Mackenzie de Liberdade Econômica. É membro da Mont Pèlerin Society e do Núcleo de Estudos Urbanos da Associação Comercial de São Paulo.

Conselho de Mantenedores

Foi presidente das Lojas Riachuelo, integrante do conselho do Instituto para Desenvolvimento do Varejo (IDV) e vice-presidente de relações com investidores do Grupo Guararapes, empresa familiar que detém o controle da Midway Financeira, Confecções Guararapes Transportadora, Casa Verde e Shopping Midway Mall, maior shopping center do Rio Grande do Norte. Na carreira política, Rocha foi eleito por dois mandatos como deputado federal pelo Rio Grande do Norte.

Fundador e sócio da Vinci Partners e membro do seu Comitê Executivo. Presidente do Conselho de Administração da PDG Realty S.A. Foi sócio do Banco Pactual responsável pelas Áreas de Investimentos, Finanças Corporativas e Hedge Funds. Iniciou sua carreira no Banco Pactual em 1993 na área de desenvolvimento de Sistemas Financeiros Computadorizados e em 1995 tornou-se sócio. Participa atualmente no Conselho de Administração da Equatorial Energia S.A., Companhia Energética do Maranhão – CEMAR, Companhia Mineira de Açúcar e Álcool, Inbrands S.A. e Companhia Siderúrgica Nacional. Cursou Engenharia Elétrica pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro.

É atualmente membro de Grupo de Controle da Gerdau e um dos acionistas controladores da empresa. Exerceu os cargos de CEO e Presidente do Conselho do Grupo.

Com forte atuação na busca pela eficiência e qualidade da gestão nos setores público e privado, é presidente do Conselho Superior do MBC – Movimento Brasil Competitivo, presidente emérito do Programa Gaúcho da Qualidade e Produtividade e membro das Academias Internacional e Brasileira da Qualidade.

Nas áreas da cultura, sociedade e educação, preside o Conselho da Fundação Iberê Camargo e o Conselho Consultivo da Junior Achievement Brasil, além de ser integrante do Conselho da Parceiros Voluntários e do Conselho de Fundadores do movimento Todos pela Educação, que presidiu durante 10 anos.

É graduado em Administração de Empresas com curso de especialização na Harvard Business School. Estagiou seis meses em cada uma das duas maiores empresas de shopping centers do mundo, nos Estados Unidos, na General Growth company (130 shopping centers) e na França, na Societé des Centres Commerciaux (60 shopping centers). Começou sua vida profissional nas Lojas Americanas como estagiário e ocupou o cargo de gerente de loja júnior. Já foi Presidente da Abrasce – Associação Brasileira de Shopping Centers (2007-2009) e da ONG Cruzada do Menor. É membro do Board of Trustees da Associação Mundial de Shopping Centers – ICSC.

Graduado pela Fundação Getúlio Vargas (SP) e pós-graduado pela Wharton School (Philadelphia). Trabalhou como executivo e consultor por 20 anos no mercado financeiro, no Rio, São Paulo, Porto Alegre e New York (Comind e Citibank). Co-fundador de empresas de consultoria, construção civil, de alimentação fora de casa e de informática, foi vice-presidente e presidente do IL- Rio de 1986-1997. Co-fundador e membro do Conselho Gestor do IMIL, foi membro do LA Executive Board da Wharton School (1993-2014). Foi professor no IBMEC e na PUC-Rio entre 1975 e 1986. Foi presidente da Associação de Pais e Alunos do Colégio Santo Agostinho NL-Rio. (1992-1998). Co-fundou e foi o primeiro presidente (2003-2007) da Associação Nacional de Restaurantes, com sede em SP.

Empresário do ramo de shopping centers e tecnologia.

Empresário, apoiador da causa liberal no Brasil, participa do Instituto Liberal desde 1986 e atualmente ocupa a presidência do Conselho. Fundou o Instituto Liberal de Belo Horizonte e o Instituto de Formação de Líderes presente em 15 cidades e que se dedica a formar jovens em liderança, empreendedorismo, política e liberalismo. Também é um dos fundadores do Instituto Livre Mercado que apoia a Frente Parlamentar do Livre Mercado no Congresso Nacional com o objetivo de tornar melhores os projetos de lei. Como empresário, foi um dos fundadores da Localiza Rent a Car S/A e possui investimentos nos ramos de seguros, helicópteros de transporte para plataformas de petróleo e agronegócio.

É um investidor e empresário brasileiro, filho do imigrante chinês Sheun Ming Ling, pioneiro da soja no Brasil em Santa Rosa, berço da soja no Brasil, fundador da Olvebra, depois Petropar, e finalmente Évora, no Rio Grande do Sul.