“Nobel da Paz” chinês para Fidel é um escárnio com a humanidade

FIDEL

A China acaba de conceder a Fidel Castro o “Prêmio Confúcio da Paz”, uma espécie de alternativa chinesa ao Nobel. É um tapa na cara da humanidade.

Não bastassem todos os crimes cometidos pelo genocida cubano com o próprio povo, não custa lembrar que ele quase levou o mundo a uma guerra nuclear em outubro de 1962, episódio que ficou conhecido como a “crise dos mísseis”. Foram 13 dias de máxima tensão entre EUA e URSS e o mais perto que já estivemos da terceira guerra mundial.

Esse campeão da paz é ainda um dos responsáveis por armar, financiar e treinar os guerrilheiros e insurgentes de esquerda na América Latina há mais de 50 anos, inclusive no Brasil. O mito de que a revolução de 1964 foi imotivada descarta o fato de que desde 1960 o governo cubano apoiava uma revolução comunista no país, como relatado aqui: http://on.fb.me/14zMGm2

Leia também:  Em defesa dos liberais: a verdade e a falsidade no tradicionalismo político

Fidel Castro criou o Foro de São Paulo em 1990 como uma resposta à queda do Muro de Berlim e ao fim da União Soviética. Quase 25 anos depois, o Foro de São Paulo é a grande força política do continente, praticamente hegemônica. O Brasil acaba de eleger pela quarta vez consecutiva um membro do Foro para presidência.

Agora sob a bandeira da Unasul (União de Nações Sul-Americanas), o Foro de São Paulo reuniu semana passada presidentes e ministros dos 12 países da América do Sul, além de embaixadores de outras partes do mundo. O encontro teve o objetivo declarado de relançar a Unasul e avançar com a integração das repúblicas socialistas da região. Não espere ver isso na grande imprensa.

Leia também:  Por que a China é o maior experimento de liberalização e privatização da história?

Enquanto o Brasil persegue não-esquerdistas por livre interpretação de frases fora de contexto, a China dá seu “Nobel da Paz” a um genocida sanguinário que, a despeito de ter cometido todos os crimes mais assombrosos, brutais e cruéis imagináveis, é um dos seus. Pense nisso antes de jogar um dos nossos ao mar por qualquer besteira.

Ajude o Instituto Liberal no Patreon!
Alexandre Borges

Alexandre Borges

Alexandre Borges é carioca, comentarista político e publicitário. Diretor do Instituto Liberal, articulista do jornal Gazeta do Povo e dos portais Reaçonaria.org e Mídia Sem Máscara. É autor contratado da Editora Record.

5 comentários em ““Nobel da Paz” chinês para Fidel é um escárnio com a humanidade

  • Avatar
    25/12/2014 em 1:20 am
    Permalink

    Obrigado por trazer pouco de luz nestes “12 anos de escuridao”.

  • Avatar
    22/12/2014 em 12:02 pm
    Permalink

    Caro Alexandre Borges:
    Acabei de postar num site em que também possuo blog (http://lahistoriadeldia.wordpress.com/2014/12/21/eeuu-cuba-una-puerta-que-se-abre/) uma resposta pesada ao artigo de capa de hoje, onde “festejam” a abertura norte-americana a Cuba como chance para, “agora sim”, essa sociedade “desabrochar” – como se o bloqueio dos EUA fosse o grande impedimento ao desenvolvimento dessa formosa ilha caribenha -.
    E agora você veicula seu artigo desmascarando outro engodo: o “Nobel da Paz” chinês, com o qual o assassino em massa, Fidel Castro, está sendo agraciado.
    Sem dúvida, há uma brutal inversão de valores nos dois temas. No caso do meu comentário ao “Historia del Dia”, desmascaro o mentira deslavada que acusa os EUA de serem culpados pela estagnação dessa ilha, atribuindo a Fidel e seus seguidores, durante 53 anos, a culpa por Cuba ter se transformado numa prisão oficial comunista de toda sua população.
    Já no seu artigo (que ora comento), aplaudo sua abordagem consciente e honesta do tema. Castro (ou qualquer um dos seus asseclas) nunca poderiam ser incluídos no rol de benfeitores, seja para o que for. São assassinos sanguinários, reles criminosos que expropriaram toda uma nação, tornando-a escrava dos seus desígnios desonrosos.
    O curioso é que, pelo andar da carruagem, nós, o gigante Brasil, parece estarmos indo no mesmo caminho, pelas mãos desses comunistoides celerados, encabeçados pelo apedeuta-mor dessa quadrilha.

  • Avatar
    21/12/2014 em 12:29 pm
    Permalink

    Se eles jogarem o Bolsonaro ao mar, o navio afunda, é bom eles pensarem duas vezes antes de tomarem qualquer atitude contra o deputado.

  • Avatar
    21/12/2014 em 10:17 am
    Permalink

    Muito bom.

Fechado para comentários.