Estado Islâmico na Alemanha. Quem poderia imaginar, não?

Alemanha invadidaDois sírios que entraram em 2015 na Casa da Mãe Ângela foram presos planejando um atentado suicida em nome do Estado Islâmico. O alvo, segundo a polícia, seria a cidade de Dusseldorf.

Quem poderia prever que a entrada em massa e indiscriminada de autodeclarados sírios na Alemanha poderia não terminar bem, não? Quem poderia sonhar que nem todos eram cidadãos comuns e pacíficos em busca de um emprego no McDonald’s mais próximo? Quem ousaria dizer, em meio à bizarra histeria da imprensa, dos políticos oportunistas e dos engajadinhos das redes sociais, que isso poderia criar sérios problemas para a segurança pública na Alemanha?

Lembrei, nós! A tal “extrema-direita xenófoba” que não é contra imigrantes, nunca foi, e que apenas alertava para a necessidade urgente de que haja menos ideologia e mais racionalidade em relação à imigração em massa do Oriente Médio para a Europa, que uma crise humanitária não seja usada como Cavalo de Tróia para abrir as portas do velho continente para uma invasão.

Leia também:  FARC e a farsa da democracia na Colombia

Sim, avisamos. Assim como alertamos que o tal crescimento da xenofobia na classe média européia não é causa mas um efeito colateral indesejável e lamentável de uma política de imigração no mínimo amadora e, no limite, suicida.

Repetindo para os que têm dificuldade de entender: ninguém aqui é contra imigração, pelo contrário, é exatamente por defender a imigração que é preciso proteger a idéia dos trouxas que confundem imigrante com invasor.

Uma política inteligente e responsável de imigração, que leve em conta os interesses da Europa a segurança dos seus cidadãos em primeiro lugar, é a maior defesa possível para que a imigração continue sendo desejável e um combustível imprescindível para o desenvolvido e para a convivência harmônica entre os povos.

Leia também:  Relatório da ONU serve de base para fake news sobre a crise humanitária na Venezuela

Para saber + indico:

– O que a imprensa bananeira não vai te contar sobre a crise dos refugiados e os estupros na Alemanha http://on.fb.me/1VW493P

– Norueguês estuprado por refugiado diz se sentir ‘culpado’ por deportação de agressor – BBC Brasil http://bbc.in/1SIsG8Q

– Programa Contexto: Rebaixados e Refugiados http://abr.ai/1ObufyK

Gostou do texto? Ajude o Instituto Liberal no Patreon!
Leia também:  Assinar revistas é coisa do passado: apoie profissionais liberais da informação